POR QUE
ICFML?

O ICFML está desenvolvendo a profissão do [email protected] e do [email protected] na mediação, para que a MEDIAÇÃO DE CONFLITOS se torne parte integrante da sociedade do mundo lusófono. Os nossos profissionais [email protected] lideram essa jornada, representando a mais alta qualidade.

Alliance for Mediation Standards

O que é o a Alliance for Mediation Standards?

A Alliance for Mediation Standards é um memorando de entendimento, assinado por cinco organizações internacionais de mediação que tem por objetivo elevar os padrões internacionais de qualidade na mediação de conflitos.

É a afirmação de que a colaboração formal entre organizações dedicadas ao desenvolvimento de padrões internacionais de qualidade na mediação levará a um benefício mútuo entre as organizações e resultará numa gama diversificada de serviços de qualidade para o usuário final da mediação.

Quais organizações integram a Alliance for Mediation Standards e quais são os seus objetivos?

As organizações que integram a Alliance são, em abril de 2021:

  • The Singapore International Mediation Institute Limited (SIMI)
  • The Asia Mediation Centre (AMC)
  • Instituto de Certificação e Formação de Mediadores Lusófonos (ICFML)
  • Institut Français de Certification des Médiateurs (IFCM)
  • The International Dispute Resolution and Risk Management Institute (IDRRMI)

Os objetivos são, em sua essência:

  • O desenvolvimento de ações necessárias para promover a cooperação entre os diferentes atores da mediação no mundo;
  • Fortalecimento da mediação como uma profissão reconhecida e viável através do intercâmbio cultural,
  • Desenvolvimento de aptidões na área da mediação pela promoção e desenvolvimento de altos padrões na formação, certificação e avaliação.
  • A defesa de altos padrões na prestação de serviços de mediação, promovendo seu uso como um mecanismo profissional de resolução de litígios.

O que é o reconhecimento cruzado entre as partes da Alliance for Mediation Standards?

Este memorando implementa um acordo de reconhecimento cruzado de certificação entre as organizações integrantes da Alliance for Mediation Standards. Este acordo permitirá que níveis específicos de mediadores certificados e/ou credenciados de cada membro se inscrevam diretamente para um nível equivalente de certificação e/ou credenciamento de outro membro da Alliance for Mediation Standards.

Deste modo, um mediador certificado por uma das organizações pode ter a sua certificação reconhecida em todas as outras organizações integrantes da Alliance for Mediation Standards.

O que significa para o Mediador Certificado ICFML o fato do ICFML fazer parte da Alliance for Mediation Standards?

Para o mediador certificado ICFML os benefícios do ICFML fazer parte da Alliance for Mediation Standards são múltiplos:

  • A certificação ICFML é reconhecida automaticamente por qualquer uma das organizações da Alliance for Mediation Standards. Este reconhecimento foi validado para todos os mediadores nível 2 e seguintes (avançado e master);
  • Os mediadores certificados ICFML a partir do nível 2, podem fazer parte do painel de mediadores de qualquer uma das instituições que compõem a Alliance for Mediation Standards , tendo assim uma visibilidade internacional que nenhuma outra certificação em língua portuguesa oferece;
  • A garantia de que a certificação ICFML é reconhecida internacionalmente ao lado dos mais respeitados institutos de mediação no mundo;
  • O reconhecimento de que os critérios de certificação e o modo como os padrões de qualidade do ICFML foram desenvolvidos, seguem standards internacionais validados por várias organizações pares;
  • A presença junto aos maiores e mais reconhecidos profissionais da mediação no mundo e por fim,
  • Um selo de qualidade nacional e internacional junto de seus potenciais clientes.

Quais níveis de certificação têm o reconhecimento cruzado pelos membros da Alliance for Mediation Standards?

Cada uma das instituições possui a sua própria estrutura de certificação. Assim, a Alliance for Mediation Standards reconhece diretamente as seguintes equivalências:

Como se deve proceder para poder integrar os painéis de mediadores destas organizações?

O processo é simples. Basta enviar um email para [email protected] que a equipe do ICFML oferecerá as instruções necessárias.

Basta ser certificado ICFML nível 2 avançado, ou também é necessário fazer parte do painel de mediadores ICFML?

Com o painel de mediadores você está contribuindo diretamente para a realização e a promoção da missão e objetivos do ICFML. Um desses objetivos é aqui concretizado com a assinatura da Alliance for Mediation Standards. Acreditamos que um mediador de nível avançado e que deseja se beneficiar das vantagens que lhe proporciona este acordo entre estas organizações, deva fazer parte do painel ICFML.

O mediador certificado nível 2 avançado continua com a possibilidade de se candidatar para mediador nível 3 master e assim também para o IMI (International Mediation Institute)?

Sim. O ICFML continua com o seu programa com o IMI e desde que seja mediador Master é também mediador no IMI. Nada mudou relativamente ao que já existia previamente com o acordo com o IMI.

Declarações feitas quando da assinatura desta da Alliance for Mediation Standards

 Andrew Pullen, advogado da Fountain Court Chambers em Singapura, disse ao The Global Legal Post: “A mediação é uma importante ferramenta de resolução de disputas, mas tem sido historicamente subutilizada na Ásia, embora o perfil da mediação tenha sido valorizado pela Convenção de Singapura. Qualquer iniciativa para promover altos padrões entre mediadores e provedores de serviços de mediação é uma contribuição bem-vinda para fornecer garantia de qualidade aos usuários.”

Alex Oddy, diretor ADR de Herbert Smith Freehills, disse que o desejo de aumentar a regulamentação em torno da mediação era uma tendência regional asiática que se estendia desde a série de eventos da Conferência Global Pound sobre ADR em 2016/2017, apoiada pela sua empresa.

“O MOU indica que outras regiões podem compartilhar esse interesse. Construir confiança na mediação através da criação de padrões de qualidade com mediadores reconhecidos é um passo na jornada”, acrescentou.

Chanaka Kumarasinghe, parceiro da HFW em Cingapura:

“a pandemia criou todos os tipos de perturbação no funcionamento das relações comerciais e de negócios. Resolver esses problemas na mediação não é apenas eficiente em termos de custo e tempo, mas preservará os relacionamentos em vez de rompê-los. ”

Gregory Hunt, mediador da Hunt ADR de Londres, disse:

“Nunca houve um momento mais adequado para o desenvolvimento de alianças desta natureza. Só pode fortalecer o perfil da mediação num momento em que parece mais perto do que nunca de se tornar a norma, e não a alternativa. As cinco organizações estão de parabéns. ”

Marcus Lim, CEO da SIMI:

“A pandemia COVID-19 assistiu a uma crise global e um consequente aumento dos conflitos comerciais que precisam de resolução sustentável. Sendo a natureza da mediação a economia e a eficiência, a demanda em mediação tem aumentado, mesmo em disputas transfronteiriças envolvendo partes internacionais. Com a assinatura deste acordo e com os avanços tecnológicos atuais, os mediadores não estarão mais limitados pela geografia física, e serão reconhecidos para mediar litígios em outras jurisdições”.

Ana Maria Maia Gonçalves, Presidente do ICFML:

“Os standards da mediação não estão esculpidos em pedra. Eles precisam se adaptar ao mundo à medida que ele evolui. Parcerias com outras organizações, abertura à outras perspetivas e um diálogo constante com outras culturas estimula a adaptabilidade. Este é um dos motivos pelos quais estamos a criar este acordo de reconhecimento cruzado de certificação entre estas organizações. O nosso objetivo não é apenas garantir que os mediadores certificados pelo ICFML sejam reconhecidos na França, em Singapura, na China e na Malásia e vice-versa, mas também criar um diálogo frutífero entre os líderes e mediadores destas organizações irmãs”.